Tendências em TI para 2019: Planeje seu orçamento sabendo!


Estamos na época em que todos começam a planejar o orçamento anual da empresa, ou seja, chegou o momento de projetar quais são as prioridades de cada setor. Para os gestores de TI, isso significa pensar em sistemas que precisam ser atualizados, no que tem que ser desenvolvido do zero e em novas tecnologias que podem melhorar a produtividade da empresa.

Também é importante ter em mente quais são as tendências dentro da tecnologia da informação. Afinal, quem não se moderniza acaba ficando para trás se comparado aos concorrentes e ninguém quer isso, né?

Neste sentido, este artigo vai ajudar as empresas do setor portuário a planejar o orçamento do departamento de TI. Afinal, nós listamos as 4 maiores tendências em TI para 2019.

1. Blockchain

A expressão se tornou popular por conta do crescimento das criptomoedas, mas aqui estamos falando de um uso mais genérico: o Blockchain irá te ajudar a deixar o registro de transações mais seguro.  Isso porque assim haverá um registro de toda a movimentação de dados, fazendo com que a segurança e a confiabilidade sejam maiores.

2. DevOps

Em um resumo rápido, esse é um conjunto de práticas, ferramentas e cultura que visa a maior  agilidade da entrega de software com qualidade, estabilidade e escalabilidade. Com as práticas de DevOps você terá, por exemplo: integração e entrega contínuas e testes automatizados.

Basicamente, estamos falando do empoderamento das equipes de software, uma busca maior por automação de tarefas e agilidade – consecutivamente, maior autonomia para setores e resultados.

3. Extremidades da nuvem

O ato de trazer parte do processamento da nuvem para a ponta, ou seja, o Edge Computing realiza uma triagem dos dados e os processa localmente. Assim, o tempo de processamento da nuvem diminui. Esse conceito tem ganhado força por ser considerado a próxima etapa no ciclo da Internet das Coisas.

4. Gêmeos Digitais

Estamos falando de cópia virtual de processos que são reais. Em outras palavras: enquanto um novo produto é desenvolvido no mundo físico, sua criação também acontece no mundo virtual. Assim é possível realizar testes e análises antes do produto chegar ao mundo real, o que garante, por exemplo: redução de custos, maior capacidade de adaptação e também mais previsibilidades de ganhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fique atento às mudanças do ADE 02

Port Community Systems será implementado no Brasil

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove