Como automatizar a DU-E

Imagem
Automatização garante agilidade e evita inconsistências   A DU-E (Declaração Única de Exportação) foi criada para trazer melhorias à atual legislação brasileira ao desburocratizar o processo logístico das exportações. Atender a essa exigência demanda muito tempo e atenção dos terminais, que buscam automatizar o processo. Essa automatização é possível uma vez que o governo já disponibiliza toda a documentação e estrutura necessárias para que as empresas desenvolvam a integração com o Siscomex . As empresas que buscam por essa automatização, podem contar com o serviço da T2S . Com ele é possível automatizar as seguintes parte dos processos:  Recepção por Contêiner Recepção por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Consulta de Contêineres Consulta DU-E, RUC e RUC Master Por que automatizar a DU-E A DU-E exige o preenchimento de 36 campos e algumas informações da Nota Fiscal de Exportação (NF-E). Em geral, exportações com poucos itens podem ser feitas com facilidade, porém, em processos com mais

Manutenção no sistema de boletos de empresa de grande porte do setor de transporte marítimo é feita pela T2S

Quem contrata os serviços de transporte marítimo de uma das grandes empresas deste setor no Brasil é direcionado a um portal interno para a emissão de boletos bancários referentes às taxas de frete (manifestadas e locais).

Em janeiro de 2018, a companhia em questão contou com a expertise dos especialistas da T2S para fazer algumas alterações no sistema responsável por essa operação. Antes da manutenção, o portal do cliente emitia notas apenas em nome de um banco e essa era uma das alterações necessárias para maior comodidade dos clientes da empresa.

Para atender à demanda, a T2S – empresa especializada em soluções de software para o setor portuário – trabalhou em uma manutenção evolutiva no portal interno. Com as alterações, o sistema passou a emitir notas em nome dos bancos Santander e Itaú e os funcionários da empresa passaram a ter autonomia para definir o banco de cada cliente e um padrão para determinadas faturas.

Todo desenvolvimento foi realizado em cima do portal, com a criação de telas e relatórios utilizando a linguagem C#.NET e banco de dados Microsoft SQL Server.

"O resultado deste projeto proporcionará maior flexibilidade para o cliente na emissão dos boletos bancários, visto que até o momento só era possível a emissão de boletos de um único banco. Com a implantação em produção, a empresa poderá aplicar uma configuração de boleto personalizada para cada cliente e definir um padrão para todos os demais. As fases de testes e implantação são etapas críticas do projeto que envolveram um dos setores mais sensíveis da empresa e foram realizadas com a máxima cautela", explica Diego Mendoza, Analista de Sistemas envolvido na manutenção.

Centenas de boletos emitidos mensalmente serão afetados pelas mudanças realizadas, oferecendo flexibilidade e comodidade aos seus clientes, o que é um benefício incalculável.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove