O que um Portal de Serviços pode fazer por seus clientes?


Os processos administrados por empresas que operam portos no Brasil são, normalmente, muito individuais. Mas, interações com outras organizações são feitas a todo momento. Afinal, no cotidiano de trabalho é preciso consultar operações, interagir com processos e agendar a entrega e retirada de carga, por exemplo.

Por isso, ter um portal de serviços integrado que agrega múltiplas funcionalidades a papéis específicos, é tão importante. Mas, esse não é o único motivo para colocar o investimento como prioridade. Para ajudar a entender melhor, a T2S - empresa especializada em soluções de software para o setor portuário - te explica os outros benefícios que o portal de serviços vai proporcionar.

Primeiramente, com o portal de serviços seus clientes passam a ter autonomia para fazer algumas solicitações sem a ajuda dos funcionários do terminal. Consecutivamente, poupa-se tempo de setores, o que otimiza o trabalho interno da sua organização. Assim como os clientes passam a ter mais agilidade em suas demandas e satisfação com o serviço a eles oferecidos.

Também é interessante ressaltar que os clientes de comércio exterior utilizam serviços de mais de um terminal. Então, eles acessam diversos portais de serviço e comparam a usabilidade de cada um deles. Em outras palavras: ter um bom portal irá agregar valor a sua empresa.

Portal de serviços

Ainda de acordo com os profissionais da T2S as principais operações realizadas no portal de serviços são:
  • Configurar a grade de agendamentos; 
  • O cliente pode realizar o agendamento para a retirada de seu contêiner; 
  • Visualizar as informações completas de seus contêineres, como por exemplo, qual navio embarcou ou descarregou, imagens do OCR, quais os lacres atuais, entre outras; 
  • Solicitar inspeção em seus contêineres; Solicitar alterações nas temperaturas de seus contêineres reefer.
De acordo com Robson Romano de Almeida, não há razão para preocupações quanto a segurança das informações.  Já que as tecnologias utilizadas para a proteção de dados são as mesmas de grandes instituições financeiras. E essa é apenas uma das medidas de proteções adotadas no desenvolvimento de portais deste tipo.

“Os funcionários do terminal entram no portal e realizam toda a configuração do sistema, como o cadastro dos clientes e seus usuários, controle de acesso das páginas e outras informações. Após isso, o cliente consegue acesso apenas aos serviços que foram concedidos para o seu usuário”, explica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conteinerização de grãos: uma solução viável para portos brasileiros

Fique atento às mudanças do ADE 02

5 Tecnologias que aceleram os processos logísticos