Como automatizar a DU-E

Imagem
Automatização garante agilidade e evita inconsistências   A DU-E (Declaração Única de Exportação) foi criada para trazer melhorias à atual legislação brasileira ao desburocratizar o processo logístico das exportações. Atender a essa exigência demanda muito tempo e atenção dos terminais, que buscam automatizar o processo. Essa automatização é possível uma vez que o governo já disponibiliza toda a documentação e estrutura necessárias para que as empresas desenvolvam a integração com o Siscomex . As empresas que buscam por essa automatização, podem contar com o serviço da T2S . Com ele é possível automatizar as seguintes parte dos processos:  Recepção por Contêiner Recepção por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Consulta de Contêineres Consulta DU-E, RUC e RUC Master Por que automatizar a DU-E A DU-E exige o preenchimento de 36 campos e algumas informações da Nota Fiscal de Exportação (NF-E). Em geral, exportações com poucos itens podem ser feitas com facilidade, porém, em processos com mais

Saiba como suprimir burocracias do setor portuário


Burocracia é uma palavra que faz parte do vocabulário dos brasileiros.

E não é assim só em serviços do cotidiano. Grandes setores, como o portuário por exemplo, também sofrem  com a redundância de processos e o tempo que isso demanda. Só para exemplificar, de acordo com um estudo feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), neste setor as burocracias são sinônimo de gastos adicionais que vão de R$ 2,9 bilhões a R$ 4,3 bilhões por ano.

Isso porque os trâmites acarretam na demora de liberação da carga no porto e na gestão da documentação necessária. Mas, além destes existem vários outros  pontos frágeis no ramo.

Medidas podem ser tomadas para que essas cifras não sejam tão alarmantes. Neste sentido, a T2S tem serviços ideais para cada empresa do setor portuário.

Como suprimir burocracias do setor portuário

Há 15 anos desenvolvendo soluções de software para o setor portuário, a T2S atende os maiores terminais do país. Em grande parte dos casos, os especialistas são procurados para encontrar soluções que otimizem demandas.

Em outras palavras: querem diminuir a burocracia e levar agilidade para os setores.

Neste sentido, algumas das soluções oferecidas são: automação de TDR e DU-e; sistema para atender o ADE 02 com poucos cliques; solução para a Inspeção e Reparo de Contêineres; além de customizações de sistemas, para atender as necessidades reais do dia-a-dia de cada terminal e integrações de sistemas que fazem parte das operações cotidianas.

Também são oferecidos desenvolvimento de sistemas para pagamento em lote, agendamento de veículos e outros processos.

"A informatização é a única arma contra a burocracia no Brasil. É através da informatização de processos que conseguimos automatizar tarefas repetitivas e investir os recursos humanos em tarefas mais analíticas, produtivas e rentáveis", explica Ricardo Larguesa, diretor da T2S.

Na Asia Shipping, por exemplo, o serviço de pagamento de lote melhorou em 25% após a mudança do sistema utilizado no setor da empresa, que foi reescrito pela T2S. Outro exemplo é o resultado obtido pelo Tecon Rio Grande que bateu recorde de produtividades após investimentos em TI, com a participação da T2S.

Como saber no que investir

Uma forma de saber qual o investimento prioritário para suprimir burocracias é a consultoria oferecida pela empresa. Com ela, os especialistas da T2S são alocados por tempo indeterminado para que possam entender qual o cenário vivido no terminal, quais são as prioridades e as possíveis soluções para cada um delas.

Com o estudo pronto, o contratante pode dar continuidade às mudanças de acordo com o diagnóstico recebido. E isso também pode ser feito com a ajuda da T2S.

De todo modo, suprimir burocracias do setor portuário é mais fácil com a T2S. Procure os especialistas da empresa e diminua o impacto financeiro e de produtividade que elas acarretam!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove