Como automatizar a DU-E

Imagem
Automatização garante agilidade e evita inconsistências   A DU-E (Declaração Única de Exportação) foi criada para trazer melhorias à atual legislação brasileira ao desburocratizar o processo logístico das exportações. Atender a essa exigência demanda muito tempo e atenção dos terminais, que buscam automatizar o processo. Essa automatização é possível uma vez que o governo já disponibiliza toda a documentação e estrutura necessárias para que as empresas desenvolvam a integração com o Siscomex . As empresas que buscam por essa automatização, podem contar com o serviço da T2S . Com ele é possível automatizar as seguintes parte dos processos:  Recepção por Contêiner Recepção por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Consulta de Contêineres Consulta DU-E, RUC e RUC Master Por que automatizar a DU-E A DU-E exige o preenchimento de 36 campos e algumas informações da Nota Fiscal de Exportação (NF-E). Em geral, exportações com poucos itens podem ser feitas com facilidade, porém, em processos com mais

Crane Team UI: Conheça o novo módulo do Navis N4


Apesar de todo o aparato tecnológico, o uso de papel ainda é recorrente no cotidiano de terminais portuários. Afinal, a todo momento são impressos documentos como, por exemplo, o mapa de compartimentos de navios e cópias de filas de trabalho. Para além do desperdício de recurso, utilizar este tipo de comunicação também significa perder tempo, já que qualquer pequena alteração demanda uma nova impressão dos dados.

Pensando nisso e em outras questões, a Navis trouxe um novo módulo para o N4: o Crane Team UI (considerado uma melhora do N4 Mobile). Então, se acaso você precisa ter maior visibilidade em tempo real das operações e melhorar sua confiabilidade e agilidade, essa pode ser uma boa solução. 

O Crane Team UI

Em resumo, o novo módulo da Navis funciona como uma forma de se livrar do uso do papel ou ao menos reduzi-lo drasticamente. Afinal, a aplicação tem funcionalidades com as quais os operadores conseguem sinalizar as descargas e embarques dos contêineres, além de atualizar informações de lacres e avarias - tudo com atualização em tempo real.

Com isso, o atual cenário - no qual qualquer alteração (de sequência ou do próprio planejamento, por exemplo) é sinônimo de reimpressão de arquivos para a operação - se torna totalmente digital. Como consequência, todas as operações e setores envolvidos se tornam mais ágeis e produtivos.


Num primeiro contato essa é uma mudança que pode parecer simples. Mas, pense nisso na escala de um terminal portuário e em seguida na economia (de tempo e recursos) que o Crane Team UI pode trazer. Para ajudar, nós listamos alguns benefícios do Crane Team UI pode trazer: 
  • As mudanças se tornam visíveis em tempo real para todos os colaboradores;
  • O uso de papel e também da comunicação via rádio serão reduzidos;
  • Mudanças de papelada deixam de ser atreladas a um setor específico. 

Customização do Crane Team UI

Assim como acontece com outros sistemas, é possível customizar o Crane Team UI para que ele atenda às necessidades específicas de cada operador portuário. Neste sentido é possível contar com o trabalho da T2S. A empresa, especializada em soluções de software para o setor portuário, tem profissionais qualificados para fazer as mais variadas mudanças no sistema, desde inclusão de campos, alteração no layout das telas ou um comportamento diferenciado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove