Postagens

Mostrando postagens de 2019

Indústria Portuária: o que muda em 2020

Imagem
Novidades prometem melhorias de eficiência e resultados

Com a virada do ano batendo à porta as empresas do setor portuário ficam atentas às mudanças, afinal, as leis, tendências e procedimentos novos impactam diretamente no quanto precisarão investir e quais resultados conseguirão alcançar.

Pensando nisso, viemos relembrar notícias importantes de 2019 que com certeza irão afetar o setor e as suas operações em 2020. Acompanhe:


ADE 02 Com certeza uma das mais avisadas e aguardadas mudanças.

Desde março a Coana vem anunciando que pretende modificar a maneira como os recintos devem disponibilizar as consultas sobre suas movimentações.

Na última atualização a RFB anunciou que já está desenvolvendo a API “Módulo Recinto”  e que tem previsão de concluir 11 eventos iniciais até março de 2020.

Se você ainda não se preparou para atender ao Ato, a hora de pedir sua proposta é agora.


LGPD Essa é outra novidade que não dá para fugir. No segundo semestre do ano o governo anunciou que até agosto de …

Port Community Systems será implementado no Brasil

Imagem
Iniciativa pretende agilizar processos de comércio exterior


Portos brasileiros irão implantar o Port Community Systems (PCS), um sistema tecnológico para integração de dados do comércio marítimo.

O Porto de Santos será o primeiro no Brasil a adotar a tecnologia, mas os portos do Rio de Janeiro, Suape e Paranaguá também receberão o projeto, que também está sendo implantado na Índia, Argentina e Chile.

A proposta é que o sistema facilite o acesso aos dados e assim, simplifique e agilize procedimentos do comércio exterior.


Leia também: 5 tecnologias que aceleram os processos logísticos


O projeto
A iniciativa é viabilizada pelo Prosperity Fund, fundo de cooperação britânico para países em desenvolvimento.

Para a implementação no Brasil o fundo contratou um consórcio de empresas e estima-se que o investimento seja em torno de R$ 100 milhões, que inclui a construção da plataforma que reunirá os programas já existentes e utilizados pelas autoridades portuárias.

Conforme os responsáveis do Bra…

Porto Hack premia soluções para o cais santista

Imagem
T2S foi patrocinadora do evento e avaliou os códigos das equipes


Neste final de semana a T2S prestigiou o hackathon Porto Hack Santos, realizado em comemoração aos 30 anos da ABTRA (Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados.

Além de patrocinadora do evento, seus diretores Ricardo Pupo Larguesa e Rodrigo Lopes Salgado foram jurados técnicos da competição e avaliaram os códigos das soluções desenvolvidas pelas equipes.

Larguesa considera que “foi um evento excelente. A premiação relevante atraiu muitos profissionais e garantiu a formação de equipes qualificadas.”

Salgado considera que “a maior premiação de todos os tempos para hackathons realizados no Brasil fez com que houvessem mais de 600 inscritos num processo seletivo que definiu os melhores 60 para participarem do evento".

"Acredito que isto ajudou muito para que as soluções entregues fossem de altíssimo nível!”, complementa.



Sobre o Porto Hack Organizado pela Zero Treze Innovation Space, a competição co…

RPA: como potencializar resultados com automação

Imagem
Veja como essa tecnologia agiliza as rotinas operacionais dos terminais portuários


A transformação digital vem gerando grandes mudanças nos negócios, o que faz com que as organizações tenham como foco agilizar as rotinas de seus colaboradores.
E é neste cenário que a RPA - Robotic Process Automation, surge como uma inovação tecnológica para automatizar processos que antes só poderiam ser feitos com a intervenção humana.
Desse modo, tarefas repetitivas passam a ser realizadas por sistemas e os funcionários que se dedicavam a elas, destinam seu tempo a atividades de mais impacto no negócio.
Conheça neste artigo um pouco mais dessa tecnologia, seus benefícios e sua aplicação no setor portuário.
O que é o RPA RPA é a tecnologia baseada na automação de processos por meio de softwares (robôs), que imitam o trabalho humano nos computadores. 
Seu objetivo é automatizar tarefas repetitivas e baseadas em regras. Dessa maneira, empresas podem configurar um sistema para processar transações, mani…

T2S ministra palestra na São Paulo Tech Week

Imagem
Evento contou com painéis sobre tecnologia no setor portuário

A T2S ministrou uma palestra nesta terça-feira (26), no painel de Logística, Comércio Exterior e Supply Chain da São Paulo Tech Week, a maior semana de inovação e tecnologia da América Latina.
A convite da Fundação Parque Tecnológico de Santos, Ricardo Pupo Larguesa, sócio-diretor da T2S falou sobre os desafios de integrar sistemas no complexo ambiente da logística portuária a empresários e gestores da área.
Ele falou ainda sobre o trabalho que a T2S desenvolve há 16 anos solucionando as demandas dos maiores terminais portuários do Brasil.
A programação ainda contou com outras palestras sobre a tecnologia aplicada à logística portuária e os desafios e oportunidades encontrados no Porto de Santos.
Sobre o tema Conforme um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizado em 2016, o setor portuário gasta até R$ 4,3 bilhões por ano no Brasil com custos administrativos e demora na liberação de cargas.
Entre as causa…

Diretores da T2S participam de mesa redonda no Citeg

Imagem
Evento falou empreendedorismo a alunos da Fatec


Na útima sexta-feira (22), os diretores da T2S, Ricardo Pupo Larguesa e Rodrigo Lopes Salgado estiveram presentes em outra programação do Citeg (Congresso Internacional de Tecnologia e Gestão), promovido pela Fatec Rubens Lara, em Santos.
O evento aconteceu no formato “mesa redonda” e contou com a presença de outros empresários da região, que falaram sobre suas trajetórias empreendedoras, compartilharam experiências e deram dicas aos presentes sobre como desenvolver e manter uma ideia de negócio.

Larguesa falou sobre o início da T2S, estratégias que a fizeram reconhecida dentro do setor em que atua e que contribuíram para que conquistasse a confiança dos maiores terminais portuários do Brasil e iniciasse seu processo de internacionalização.
Ele também falou sobre o perfil do profissional esperado no mercado de trabalho e destacou que “comprometimento e honestidade” são características essenciais para o bom desenvolvimento do colaborador…

Novo ADE 02: RFB inicia desenvolvimento da API "módulo Recinto"

Imagem
A implementação está prevista para terminar em março de 2020


A Coana publicou na segunda-feira (11) que estão em curso a especificação e  o desenvolvimento da API (Application Programming Interface) "módulo Recinto", que será utilizada para receber e armazenar os dados enviados pelos recintos à Receita Federal Brasileira (RFB).

Esta é mais uma atualização sobre o novo Ato Declaratório Executivo 02/2003 (ADE 02).

Cerca de 11 eventos iniciais têm previsão de serem concluídos até março de 2020, época em que também será disponibilizado o ambiente de treinamento e a documentação técnica.

Conforme a RFB o serviço não entrará em produção antes da implementação de todos os eventos, assim como da publicação da norma.

Relembre a timeline Em maio deste ano foi apresentada a Proposta do novo ADE 02 ao setor privado, que teve até o final de julho para enviar suas dúvidas e contribuições sobre o Ato.

Em agosto, após a análise dos feedbacks recebidos,  a RFB publicou o anexo com as informa…

Antaq inicia o cadastramento de usuários do Sistema de Desempenho de Navegação

Imagem
O envio das informações passa a ser obrigatório ainda em dezembro de 2019
A Agência Nacional de Transportes Aquaviário (Antaq) anunciou  que o cadastramento de pessoas físicas para atuarem como usuários máster no Módulo Apoio Portuário, do Sistema de Desempenho de Navegação - SDN será iniciado.

Esse cadastro deve acontecer porque, a partir de dezembro de 2019 será obrigatório o envio de dados exigidos pela Agência, pelas empresas de navegação para alimentação do sistema.

Sobre o Sistema de Desempenho de Navegação O SDN é um sistema informatizado que recebe pela internet, informações técnicas e operacionais sobre frotas das Empresas Brasileiras de Navegação (EBNs). Essas informações incluem também dados das operações realizadas, tipos de atividades e valores cobrados.

Segundo a Agência, os dados obtidos por meio do sistema permitem o conhecimento do mercado e são importantes para subsidiar a operação regulatória da Antaq, assim como sua organização, manutenção e divulgação de informaçõ…

TOC Americas 2019: confira as novidades apresentadas na 19ª edição

Imagem
A T2S - Tecnologia, Soluções e Sistemas, empresa especializada em soluções de software para o setor portuário, esteve em mais uma edição do TOC Americas, que aconteceu entre os dias 28 a 31 de outubro em Cartagena, na Colômbia.

Ricardo Pupo Larguesa e Rodrigo Lopes Salgado, sócios-diretores da empresa, participaram do evento, que incluiu visita técnicas, debates e palestras sobre as tendências atuais do setor.

Entre as temáticas abordadas estavam energia limpa e economia, automação, inteligência competitiva e inovação.


Primeiro dia A programação do primeiro dia foi marcada por uma visita técnica nos terminais Contecar e SPRC (Sociedad Portuaria Regional de Cartagena) do grupo Puerto de Cartagena.

Os visitantes puderam conhecer as instalações dos terminais, seu modus operandi, assim como assistir à apresentação de um projeto de automatização de RTG que o Grupo está implementando.


A dinâmica de trabalho dos terminais é interessante porque ele atua como um HUB de transferência de carga…

T2S patrocina evento para fomentar o desenvolvimento tecnológico na região

Imagem
Desafio Startup Cidadã reuniu equipes em busca de soluções para as áreas de Porto e Economia Criativa


O Desafio Startup Cidadã aconteceu no último final de semana (26 e 27) e é parte da programação da 5ª Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, que busca fomentar o desenvolvimento tecnológico em Santos.

A T2S - Tecnologia, Soluções e Sistemas, foi patrocinadora do evento e, na competição, acompanhou a jornada dos participantes na busca por ideias inovadoras.

Sete equipes, divididas entre as categorias Porto (4) e Economia Criativa (3), foram desafiadas a encontrar soluções tecnológicas para as temáticas apresentadas, no prazo de 34 horas.


Os desafios
Os desafios propostos exigiram que os participantes encontrassem soluções para problemas corriqueiros das áreas temáticas apresentadas.

Na categoria de Porto, o problema a ser solucionado envolvia o registro das movimentações dos terminais pela Santos Port Authority (antiga Codesp), que é feita em uma planilha, de forma manual e exige o …

Automatização do TDR: pare de perder tempo

Imagem
Automatizar reduz esforços e faz o procedimento muito mais produtivo


Quanto tempo sua equipe gasta preparando TDR’s? E quanto tempo gasta revisando e corrigindo possíveis erros?

Quem sabe a importância deste relatório para a navegação, sabe também que se desperdiça muito tempo com o preenchimento dos dados na planilha.

É por meio do TDR (Terminal Departure Report) que os armadores ilustram todas as operações realizadas no navio, o que possibilita obter dados sobre a operação e medir a eficiência e produtividade do modelo empregado.

Ocorre que, os diferentes modelos enviados, aliado ao preenchimento manual, demandam horas podem faltar a outras operações importantes e podem se refletir no orçamento da empresa.

Mas, e se este tempo pudesse ser reduzido à metade? Isso mesmo!                   

Automatizando o processo, a tarefa pode ser feita de forma muito mais simples e ágil.


Leia também: Informatizar por quê? Vantagens da transformação digital

Por que automatizar o TDR
Há a tendência d…

Integração de sistemas no setor portuário: qual escolher para o seu negócio

Imagem
Descubra qual tipo de integração de sistemas  para a necessidade da sua empresa
Fazer uma integração de sistemas depende de diversos fatores, como abordamos no artigo anterior. Por isso, conhecer as especificidades de cada sistema e da  empresa contribui muito para que o processo seja eficaz. 
No setor portuário, especialmente, é muito importante que os sistemas se comuniquem perfeitamente, uma vez que todas as operações são integradas, há muita troca de dados e os softwares bastante complexos.
Por isso, se você quer saber qual o tipo de integração que vai atender às necessidades da sua empresa, continue a ler este artigo.

Leia também: Informatizar por quê: Vantagens da transformação digital

Formas  de integração de sistemas Existem três formas de se fazer uma integração, porém, para determinar qual deve ser implementada, precisamos conhecer suas características, assim como entender as especificidades dos sistemas a serem integrados. Confira agora as características de cada tipo de int…

Integração de sistemas: como ela contribui para o crescimento do negócio

Imagem
A integração correta facilita o trabalho da equipe e permite reduzir custos

Sempre que as empresas precisam adquirir novos softwares ou fazer alguma atualização no sistema que já utilizam, surge a questão da integração, afinal como fazer para que todas as pontas se comuniquem perfeitamente sem afetar o desempenho das atividades rotineiras?

Entram em jogo então, tecnologias que visam auxiliar nos processos de integração de sistemas de maneira efetiva.

É um “conceito” simples, mas como a comunicação e a troca de dados dentro das organizações depende muito da integração perfeita de todos os sistemas, são muitos os requisitos necessários para uma integração bem-sucedida.

Saiba agora como a integração de sistemas pode contribuir para o crescimento da sua empresa e a melhor maneira de fazer uma integração de sucesso.


O que é integração de sistemas
A integração é uma maneira de conduzir a comunicação entre sistemas diferentes. É a incorporação de um sistema a outro de forma a manter o fluxo …

Lei Geral de Proteção de Dados: o que você precisa saber para se adequar

Imagem
Saiba lidar com os dados de seus clientes e evitar punições de até R$ 50 milhões

Um estudo chamado The Future of Cybercrime & Security da consultoria Juniper Research apontou que nos próximos cinco anos podemos ter 146 bilhões de registros roubados. O relatório divulgado em setembro de 2018 demonstra ainda que, somente no ano passado, 12 bilhões de dados foram desviados e que os números tendem a subir, chegando a 33 bilhões em 2023.

Diante de tais números, a preocupação com a proteção de dados é cada vez mais constante, tanto pelos titulares dos dados, quanto por quem trabalha com estas informações.

E, visando manter maior controle sobre o tratamento de dados pessoais no Brasil que o Senado aprovou o Projeto de Lei PL 53/2018 que cria a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Esta Lei dá as diretrizes para a coleta e tratamento de dados pessoais por empresas, especialmente nos meios digitais. Ou seja, ela determina que toda organização pública ou privada, que realize ativi…

Guia eletrônica de movimentação de contêineres: como a informatização contribui para o transporte de cargas

Imagem
A adoção da e-GMC-I promete agilizar o fluxo de entregas das cargas pelo operador portuário

Agilizar o processo de movimentação de cargas é uma pauta constantemente debatida entre autoridades e profissionais do setor. Isso porque são diversas as perdas em eficiência e custos desnecessários gerados a partir da lentidão do processo.

E não é só isso! Estamos na Era da Transformação Digital, momento em que tudo aponta para um desenvolvimento sustentável utilizando-se dos recursos que a tecnologia dispõe. Aliás, vale ressaltar que, esta é outra pauta também amplamente discutida e que sempre leva a uma mesma conclusão: informatizar é preciso.


Leia também: 5 tecnologias que aceleram os processos logísticos


E é neste contexto que surgem pequenas mudanças que contribuem para o processo logístico mais eficiente, como é o caso da Guia Eletrônica de Movimentação de Contêineres - Importação (E-GMC-I), de que trataremos neste artigo. Se você quer saber mais sobre ela e quais as vantagens deste docum…

Dados desorganizados: como atrapalham estratégias de negócios no setor portuário

Imagem
Para profissionais que trabalham analisando dados, a desorganização torna o trabalho lento e impreciso, para as organizações representa oportunidades e receitas perdidas

Se você trabalha com dados, tenho certeza que já passou pela seguinte situação:
Ficou horas procurando e organizando dados no excel ou fazendo cálculos complexos antes de responder a qualquer pergunta simples e, mesmo assim, sem ter a certeza de que a informação estava completa ou correta. Tudo isso porque, apesar de ter todo o conteúdo disponível, ele estava desorganizado, o que não permitia uma visão clara do material e, consequentemente, impedia uma análise exata.
Esse tipo de situação atrapalha as atividades corriqueiras das empresas e trava processos de inovação, fazendo com que as tarefas sejam sempre executadas de forma burocrática e imprecisa.
Há anos que as organizações acumulam uma enorme quantidade de dados e, conforme a Transformação Digital acontece, fica iminente a necessidade de utilizar tanta informaçã…