Integração de sistemas: como ela contribui para o crescimento do negócio



A integração correta facilita o trabalho da equipe e permite reduzir custos


Sempre que as empresas precisam adquirir novos softwares ou fazer alguma atualização no sistema que já utilizam, surge a questão da integração, afinal como fazer para que todas as pontas se comuniquem perfeitamente sem afetar o desempenho das atividades rotineiras?

Entram em jogo então, tecnologias que visam auxiliar nos processos de integração de sistemas de maneira efetiva.

É um “conceito” simples, mas como a comunicação e a troca de dados dentro das organizações depende muito da integração perfeita de todos os sistemas, são muitos os requisitos necessários para uma integração bem-sucedida.

Saiba agora como a integração de sistemas pode contribuir para o crescimento da sua empresa e a melhor maneira de fazer uma integração de sucesso.


O que é integração de sistemas


A integração é uma maneira de conduzir a comunicação entre sistemas diferentes. É a incorporação de um sistema a outro de forma a manter o fluxo de dados e informações corretamente dentro das empresas.

O ambiente tecnológico é muito heterogêneo por utilizar vários sistemas distintos que precisam operar em conjunto. Dessa maneira, o modo mais efetivo de garantir a comunicação entre os dois lados, é por meio da integração.


Importância da integração de sistemas


Conforme surgem tecnologias diferentes, as empresas acabam adquirindo uma grande variedade de softwares, cada um para uma finalidade específica.

A questão é que, diante de tantos ecossistemas, a informação necessária às decisões de negócio fica dividida e segmentada, o que a impede de exercer um papel estratégico dentro da organização.


Leia também: Dados desorganizados: como atrapalham estratégias de negócios no setor portuário


Só que, além disso, as empresas precisam integrar os dados porque ela simplifica as rotinas operacionais, uma vez que ela torna muito mais simples e produtivo o trabalho dos profissionais, que com sistemas integrados, não precisam mais buscar as informações em múltiplas fontes.


Formas de integração de sistemas


Existem três formas de se fazer uma integração, porém, para determinar qual deve ser implementada, precisamos conhecer suas características, assim como entender as especificidades dos sistemas a serem integrados.

São elas:

1 - Integração por compartilhamento de banco de dados


A integração por compartilhamento de banco de dados ocorre quando dois ou mais sistemas acessam o mesmo banco e manipulam dados em comum. 

2 - Integração por troca de arquivos eletrônicos


A integração por arquivos eletrônicos ocorre quando duas ou mais aplicações trocam arquivos eletrônicos pré-formatados entre si.  Esta conexão é denominada EDI (Eletronic Data Interchange), que, como indica a sigla é a Troca Eletrônica de Dados, ou seja, informações tradicionalmente comunicadas em papel, como documentos ou pedidos, passam a ser eletrônicas.

Por meio da transferência de dados estruturados, ele cria uma comunicação padronizada entre dois sistemas sem a intervenção humana.

3 - Integração por API


Neste caso, a integração ocorre quando os sistemas oferecem uma API (Application Programming Interface), que é uma forma estruturada de interação por meio de artefatos com as regras de negócio mais explícitas.

Isso significa que a integração por API ocorre em conformidade com a política interna da instituição, ou seja, as instruções e procedimentos que os usuários já seguem. E essas regras se refletirão nas funcionalidades do sistema.


Leia também: Como avaliar a aderência de um software?


Benefícios da integração de sistemas


Apesar de ser uma tarefa necessária, a integração é muito benéfica em diversos aspectos do negócio, uma vez que ela interfere diretamente no valor que a empresa entrega. Confira as principais vantagens de integrar seus sistemas.

Crescimento a longo prazo


Entre os benefícios de uma integração para o negócio, podemos citar a oportunidade de crescimento a longo prazo, já que a integração permitirá o acesso a dados mais limpos e, consequentemente melhores percepções que refletirão em decisões mais certeiras e contribuirão para o desenvolvimento da empresa.

Redução de custos


A integração também permite a redução de custos, uma vez que os serviços integrados permitem  maior excelência no desenvolvimento das atividades e evita retrabalho, o que torna os projetos mais rápidos e econômicos.

Maior produtividade


Com um sistema integrado os dados se tornam mais acessíveis, o que simplifica as rotinas operacionais e diminui os esforços em uma única tarefa, deixando a equipe livre para se dedicar a outros projetos.

Maior segurança para os dados


Quando se trata de segurança, a integração permite inserir melhores práticas para manter a segurança de dados, como padrões de autenticação e criptografia.

Melhoria na comunicação


Com sistemas integrados, a comunicação da empresa tanto interna quanto externa se torna melhor, já todas as informações necessárias estarão disponíveis e acessíveis, evitando equívocos.

Mais integração entre os setores


Quando a comunicação é fluida, o trabalho é mais dinâmicos e os setores ficam mais alinhados à estratégia da organização, o que contribui para atender ao mercado com mais qualidade e eficiência.




Como você viu, além de ser um procedimento necessário, a integração de sistemas apresenta muitas vantagens para o negócio. Se você quer continuar a saber como fazer uma integração de sistemas, leia também nosso artigo sobre integração de sistemas no setor portuário.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove

Indústria Portuária: o que muda em 2020