Como automatizar a DU-E

Imagem
Automatização garante agilidade e evita inconsistências   A DU-E (Declaração Única de Exportação) foi criada para trazer melhorias à atual legislação brasileira ao desburocratizar o processo logístico das exportações. Atender a essa exigência demanda muito tempo e atenção dos terminais, que buscam automatizar o processo. Essa automatização é possível uma vez que o governo já disponibiliza toda a documentação e estrutura necessárias para que as empresas desenvolvam a integração com o Siscomex . As empresas que buscam por essa automatização, podem contar com o serviço da T2S . Com ele é possível automatizar as seguintes parte dos processos:  Recepção por Contêiner Recepção por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Consulta de Contêineres Consulta DU-E, RUC e RUC Master Por que automatizar a DU-E A DU-E exige o preenchimento de 36 campos e algumas informações da Nota Fiscal de Exportação (NF-E). Em geral, exportações com poucos itens podem ser feitas com facilidade, porém, em processos com mais

T2S ministra palestra na São Paulo Tech Week

Evento contou com painéis sobre tecnologia no setor portuário



A T2S ministrou uma palestra nesta terça-feira (26), no painel de Logística, Comércio Exterior e Supply Chain da São Paulo Tech Week, a maior semana de inovação e tecnologia da América Latina.

A convite da Fundação Parque Tecnológico de Santos, Ricardo Pupo Larguesa, sócio-diretor da T2S falou sobre os desafios de integrar sistemas no complexo ambiente da logística portuária a empresários e gestores da área.

Ele falou ainda sobre o trabalho que a T2S desenvolve há 16 anos solucionando as demandas dos maiores terminais portuários do Brasil.

A programação ainda contou com outras palestras sobre a tecnologia aplicada à logística portuária e os desafios e oportunidades encontrados no Porto de Santos.

Sobre o tema

Conforme um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizado em 2016, o setor portuário gasta até R$ 4,3 bilhões por ano no Brasil com custos administrativos e demora na liberação de cargas.

Entre as causas do problema, o estudo aponta o tempo gasto com a documentação, a redundância de processos e a baixa qualidade de integração dos sistemas.

A São Paulo Tech Week

Promovido pela Prefeitura da Cidade de São Paulo e organizada pela SP Negócios, a São Paulo Tech Week é a maior semana de inovação e tecnologia da América Latina.

Ela acontece 23 a 29 de novembro e conta com uma série de eventos espalhados pela cidade que visam mostrar seu potencial de negócios e investimentos.


Sobre a T2S

A T2S atua desde 2003 projetando e desenvolvendo softwares para o setor portuário. É a única empresa brasileira certificada como Navis N4 (Navis Services Partner).

Pautada no desenvolvimento sob demanda, se consolidou como especialista na criação de soluções customizadas para atender às necessidades específicas de seus clientes. 

Desde que iniciou suas atividades já conta com mais de 200 projetos, 100% entregues, e presença em mais de 11 Estados brasileiros.


O palestrante

Ricardo Pupo Larguesa é engenheiro da computação e MBA em Gestão Empresarial com ênfase em Negócios Internacionais. Professor do ensino superior e sócio da T2S, desenvolvedora de sistemas de logística portuária.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove