Como automatizar a DU-E

Imagem
Automatização garante agilidade e evita inconsistências   A DU-E (Declaração Única de Exportação) foi criada para trazer melhorias à atual legislação brasileira ao desburocratizar o processo logístico das exportações. Atender a essa exigência demanda muito tempo e atenção dos terminais, que buscam automatizar o processo. Essa automatização é possível uma vez que o governo já disponibiliza toda a documentação e estrutura necessárias para que as empresas desenvolvam a integração com o Siscomex . As empresas que buscam por essa automatização, podem contar com o serviço da T2S . Com ele é possível automatizar as seguintes parte dos processos:  Recepção por Contêiner Recepção por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Consulta de Contêineres Consulta DU-E, RUC e RUC Master Por que automatizar a DU-E A DU-E exige o preenchimento de 36 campos e algumas informações da Nota Fiscal de Exportação (NF-E). Em geral, exportações com poucos itens podem ser feitas com facilidade, porém, em processos com mais

Atualizações - API Módulo Recintos

RFB publica mais 11 eventos no ambiente de validação



A Coana publicou atualizações referentes ao desenvolvimento da API Módulo-Recintos, ou o novo ADE 02, que será utilizada para receber e armazenar os dados enviados pelos recintos à Receita Federal Brasileira (RFB).

De acordo com o comunicado publicado no Portal Siscomex:


Segundo a Serpro, a disponibilização antecipada  dos documentos permite que os recintos iniciem suas análises, inclusive sobre eventos que ainda não entraram no ambiente de validação.

A T2S está monitorando as atualizações da RFB e preparada para promover a adequação da norma.

Entre em contato e solicite uma proposta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove