Diretor da T2S fala sobre tropicalização de sistemas no Brasil

Imagem
 Palestra aconteceu durante o Primeiro Encontro Porto e Mar 2021 do Grupo Tribuna Por que tropicalizamos soluções e sistemas? Este foi o tema abordado por Ricardo Pupo Larguesa, sócio-diretor da T2S em palestra nesta quarta-feira (16) durante o Primeiro Encontro Porto e Mar 2021, promovido pelo Grupo Tribuna . Em sua apresentação, Larguesa falou sobre a expressão “tropicalização”, que trata da customização necessária antes da implantação de um sistema operacional em um terminal portuário em um país Latino Americano, especialmente no Brasil.  Ela trata do atendimento a demandas locais, em grande parte por conta das diversas exigências do governo para o comércio exterior. Para ilustrar, compartilhou alguns dados sobre o assunto e sua experiência nos mais de 140 projetos da T2S, que é especializada em soluções de software para o setor portuário. Segundo Larguesa, no Brasil, diversas especificidades, principalmente as governamentais, acarretam em mudanças na maneira como os terminais portu

BTP migra TOS para Opus da CyberLogitec

 Go live acontece do dia 12 ao dia 14 de junho



A Brasil Terminal Portuário será o primeiro Terminal no Porto de Santos a utilizar o TOS (Terminal Operating System) Opus da CyberLogitec.

O novo sistema operacional irá modernizar os processos da companhia trazendo mais agilidade e redução de tempo e custo nas operações.

A T2S é parceira neste projeto e fará a integração dos sistemas do terminal com Opus.


Sobre o Go Live

O projeto consiste na troca do sistema operacional do terminal da BTP, que antes utilizava o RBS-TOPS e passará a utilizar o Opus CyberLogitec.

O Go Live terá início no dia 12/06 à 1h da manhã e a previsão de término é no dia 14/06 também à 1h.

Durante este período todas as atividades do terminal serão totalmente paralisadas, de modo que seja possível executar toda a migração de dados de um sistema a outro.

Na operação, a equipe da T2S, composta por 7 analistas, atuará presencialmente no terminal, juntamente com a equipe da BTP, fornecendo todo o suporte necessário.

Mantendo todos os protocolos de segurança relativos ao Covid-19, a equipe da T2S contará com o material necessário para a execução dos trabalhos, de forma a preservar a integridade de todos.


Sobre a BTP

Em operação desde 2013, a BTP – terminal privado de uso público – se consolidou como o maior terminal de contêineres da América do Sul. Localizada no Porto de Santos, a Empresa foi responsável pela remediação de um dos maiores passivos ambientais do País e, atualmente, possui capacidade de movimentação anual de 1,5 milhão de TEUs. 

Com 1.108 metros de cais, preparado para receber três navios da new panamax class simultaneamente, o terminal atende embarcações com rotas para todos os continentes, além de serviços de cabotagem e feeder. Joint-venture entre a APM Terminals e a TIL, a BTP detém as certificações internacionais OEA (Operador Econômico Autorizado), ISO 9001:2015 (Qualidade), ISO 14001:2015 (Meio Ambiente) e ISO 45001:2018 (Segurança e Saúde Ocupacional).


Mais informações no portal www.btp.com.br

E nas redes sociais oficiais: @brasilterminalportuario


Sobre o Opus Terminal

O Opus Terminal é referência no mercado de operações portuárias. Conhecido por sua facilidade de integração com novas tecnologias, também permite a automatização de diversos processos.

A T2S tem acordo de cooperação com a CyberLogitec para a integração do Opus.


Sobre a T2S

A T2S é referência no desenvolvimento de soluções de software para os maiores terminais portuários da América Latina.

Parceira oficial dos maiores players do setor logístico e dos maiores provedores de sistemas operacionais de terminal do mundo, a T2S conta com equipe que carrega a experiência de diversos cases de sucesso e o conhecimento aprofundado das regras de negócio do setor portuário.

Já são mais de 500 mil horas de programação e 100% de projetos entregues para mais de 140 empresas.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove