05 motivos para implementar o Pix

Imagem
 Conheça os benefícios dessa ferramenta para sua equipe e clientes Aumento da eficiência dos serviços prestados, redução de burocracias e melhoria no atendimento ao cliente são algumas pautas que permeiam o dia a dia de empresas no setor logístico/portuário. A solução passa, muitas vezes, pela revisão dos processos e do uso da tecnologia como aliada para o desenvolvimento dessas soluções. Implementado pelo Banco Central em novembro do ano passado, o Pix é uma solução de pagamentos instantâneos que tem obtido bons resultados para diversas empresas, inclusive do setor portuário. O sistema permite transações financeiras em segundos e fica disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana. É possível integrá-lo aos seus sistemas de gestão para que toda transação financeira tenha o Pix como alternativa. Mas, se você ainda não está convencido a integrar o Pix ao seu sistema financeiro, este artigo te dará mais 5 motivos para fazê-lo. Continue a ler. Sobre o uso do Pix Desde seu lançamento, em

DUIMP - como atender ao novo processo de importação

 Com a implementação, empresas podem economizar até 40% de tempo



A DUIMP (Declaração Única de Importação) está vigente desde outubro de 2018 e é uma medida adotada pelo governo federal para implementar um novo processo de importação que beneficie as empresas que atuam com comércio exterior no Brasil.

Por meio da unificação de documentos o novo processo promete beneficiar toda cadeia logística, uma vez que a proposta é obter um ganho de 40% no tempo (de 17 para 10 dias) após a implementação completa do processo. 


Sobre a DUIMP

Com o intuito de acompanhar as mudanças do mercado internacional e agilizar os métodos de envio de informações, a Comissão Gestora do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) determinou a implantação do Novo Processo de Importação para substituir a Declaração de Importação (DI), a Declaração Simplificada de Importação (DSI) e a Licença de Importação (LI), que desde outubro de 2018 foram unificadas tornando-se a Declaração Única de Importação (Duimp).

Uma consulta pública foi realizada entre setembro e novembro de 2017 para analisar a criação dos primeiros módulos de suporte para o novo processo, inicialmente, por Operadores Econômicos Autorizados (OEA) - certificação concedida pela Receita Federal aos atores da cadeia logística - e, posteriormente, por mais de 40 mil empresas.

A intenção é agilizar e otimizar os processos de forma simples, onde a DUIMP funcionará integrada a sistemas públicos e privados evitando a inconsistência das informações e atendendo diversas operações de importação. Através desse novo processo, o importador evita o acesso a diferentes sistemas e poderá realizar o registro da declaração antes da chegada da carga ao país simultaneamente à obtenção das licenças necessárias para importação.


Como se adequar à DUIMP

A DU-E e DUIMP são dois documentos recentemente modernizados pelo governo, com o objetivo de estabelecer um processo de comércio exterior muito mais ágil e rápido.

Toda a comunicação é feita por meio da API do Portal Único de Comércio Exterior. Tal integração demanda um desenvolvimento específico, os Terminais que buscam se adequar ao novo processo, podem  contar com a T2S.

A T2S é referência no desenvolvimento de soluções customizadas para os maiores terminais portuários da América Latina e para a adequação da DUIMP, atua na adaptação de sistemas e desenvolvimento de novas funcionalidades para funcionamento adequado do novo processo, além de outras demandas decorrentes.

Com uma equipe que carrega a experiência de diversos cases de sucesso e o conhecimento aprofundado das regras de negócio do setor portuário, já acumulou mais de 500 mil horas de programação e 100% de projetos entregues para mais de 140 empresas.

Entre em contato com nosso time comercial e saiba como podemos ajudá-lo!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove