05 motivos para implementar o Pix

Imagem
 Conheça os benefícios dessa ferramenta para sua equipe e clientes Aumento da eficiência dos serviços prestados, redução de burocracias e melhoria no atendimento ao cliente são algumas pautas que permeiam o dia a dia de empresas no setor logístico/portuário. A solução passa, muitas vezes, pela revisão dos processos e do uso da tecnologia como aliada para o desenvolvimento dessas soluções. Implementado pelo Banco Central em novembro do ano passado, o Pix é uma solução de pagamentos instantâneos que tem obtido bons resultados para diversas empresas, inclusive do setor portuário. O sistema permite transações financeiras em segundos e fica disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana. É possível integrá-lo aos seus sistemas de gestão para que toda transação financeira tenha o Pix como alternativa. Mas, se você ainda não está convencido a integrar o Pix ao seu sistema financeiro, este artigo te dará mais 5 motivos para fazê-lo. Continue a ler. Sobre o uso do Pix Desde seu lançamento, em

T2S é destaque em quadro “Ícones” do programa Empresários de Sucesso

 História da empresa foi contada pelo diretor Ricardo Larguesa em entrevista




No último sábado (31/07), o sócio-diretor da T2S, Ricardo Larguesa participou do quadro “Ícones” do programa Empresários de Sucesso.

Na ocasião, contou um pouco da história da T2S e dos marcos importantes ao longo da história da empresa, fundada em 2003, na Baixada Santista.

Larguesa falou sobre a jornada da T2S até se consolidar no mercado de soluções de software para o setor portuário no Brasil. 

“A vocação da nossa região é o porto de Santos, que é o maior da América Latina. Nós logo identificamos que o setor portuário era onde deveríamos atuar”, explicou .

“Nossa jornada começou procurando demandas e prestando consultorias para Terminais na Baixada Santista. E logo de início, começamos a trabalhar com o maior terminal de contêineres da América Latina, que é a Santos Brasil.”

Larguesa continuou explicando que, desde então, a empresa expandiu sua atuação para outros Terminais Portuários e outros estados do Brasil, e se consolidou “como uma empresa prestadora de serviços, desenvolvendo softwares para lidar com a operação portuária, que é nossa especialidade hoje”, finalizou.

Na entrevista, Larguesa ainda abordou os principais diferenciais da T2S, que ele considera ser o envolvimento acadêmico dele e do sócio, Rodrigo Salgado, que são professores universitários e estão sempre em contato com as novidades da área e conhecendo os novos talentos.

Confira a entrevista completa no vídeo!





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove