T2S completa 19 anos de contribuição e referência para o setor de tecnologia portuária

Celebração contou com sorteio de aparelhos eletrônicos aos colaboradores

T2S/Harry Walendy Netto


Presente no mercado de Tecnologia da Informação (TI) há quase duas décadas, se tornando referência pela qualidade, experiência e profissionalismo é que a T2S Tecnologia completou 19 anos de existência nesta quinta-feira, dia 31 de março.


Hoje é destaque entre as empresas de tecnologia portuária, já que atua de forma exclusiva para o setor, criando a expertise necessária para atender as necessidades dos terminais e portos do Brasil.


Para comemorar essa data tão importante, a empresa não pôde deixar de festejar com aqueles que fazem parte da história da T2S. Durante a celebração, que aconteceu na quarta-feira, dia 30 de março, houve diferentes sorteios de aparelhos eletrônicos aos colaboradores, tendo entre os prêmios headsets, mouse gamer, echo dots (Alexas), fone de ouvido com bluetooth (AirDots) e muito mais.


História da T2S


Fundada em 2003, a T2S conquistou visibilidade e credibilidade após um longo caminho de dedicação e empenho. 


De acordo com um dos diretores da T2S, Ricardo Pupo Larguesa, a decisão de focar no desenvolvimento de softwares customizados apenas para o setor portuário surgiu pela localização da companhia. 


“A principal atividade da Baixada Santista é o porto, então, as melhores oportunidades para os serviços de TI também eram empresas e operadores portuários. Nossas primeiras experiências foram nesse tipo de negócio e, naturalmente, ganhamos expertise nisso. Foi aí que percebemos que essa expertise teria utilidade e agregaria valor para outros portos em outros estados do país”, conta Pupo.


Com isso, passou a atender não só terminais do Porto de Santos, maior complexo portuário da América Latina, como outros locais. Hoje atua em 11 estados com diferentes operações e cerca de 80% de toda movimentação de contêineres do país passa por algum sistema desenvolvido ou mantido pela T2S.


Segundo o diretor Rodrigo Lopes Salgado, no início não viam a dimensão que o Porto de Santos tinha dentro do cenário nacional. “Começamos a ter contato com empresas internacionais e aí conseguimos ter um benchmarking mais apurado e perceber o que fazemos aqui. Foi aí que assumimos a identidade de especializada no setor portuário e a empresa ganhou corpo.” 


Crescimento 


E não foi só no número de estados e clientes que a companhia cresceu. O número de colaboradores também aumentou com o tempo, tendo hoje 60 pessoas no time. O diretor Ricardo Pupo vê esse crescimento como algo satisfatório. “Sou professor universitário e comecei em 2002. Desde então, vejo profissionais sendo formados na Baixada Santista para buscarem trabalho em outras regiões pela carência de oportunidades que existem aqui e a T2S não apenas criou oportunidades como fomentou o mercado.”


Pupo também ressalta que a empresa conseguiu trabalhos bem remunerados, onde se tem uma qualidade de vida maior que em grandes metrópoles, sem contar que estimulou o aparecimento de novas empresas. 


Com a evolução da T2S, o plano dos diretores é voar ainda mais alto. O diretor Rodrigo Salgado deseja internacionalizar os serviços. “A gente já presta serviços para empresas estrangeiras, da Austrália, Coreia do Sul, temos parceria com os Estados Unidos e na Europa, com empresas da Holanda e Alemanha. Mas essas parcerias e prestações acontecem no Brasil. Nosso sonho sempre foi mirar a América Latina. E agora temos muitas coisas engatilhadas e bem desenvolvidas para atuar fora do país.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atualização do Navis N4: o que fazer?

Data de obrigatoriedade da API Módulo-Recintos fica indefinida

Guia eletrônica de movimentação de contêineres: como a informatização contribui para o transporte de cargas