Veja como a relação Porto-Cidade impacta a vida e a rotina da população

 Porto de Santos está diretamente ligado aos municípios que o cercam; Saiba como funciona essa relação

Divulgação

Muitas vezes os portos são conhecidos por serem áreas isoladas, sem imaginar como estão ligados às regiões que estão sediados e de que forma impactam a vida e a rotina das pessoas que vivem no entorno.


Mas é preciso que exista uma parceria saudável, de forma que nenhum atrapalhe o desenvolvimento do outro, o que é chamado de Relação Porto-Cidade. O tema foi abordado no Tecnologia Portuária (TP), exibido no último dia 19, na Record TV Litoral. 


Como exemplo, o apresentador Rodrigo Lopes Salgado citou o Porto de Santos, onde se fala na Relação Porto-Cidade, mas nem sempre todos sabem o que é e como isso funciona na prática.


Essa relação é importante por gerar empregos e fazer a economia das cidades portuárias prosperar. O porto santista representa boa parte da arrecadação dos impostos municipais. No ano passado, foi responsável por 65% da arrecadação do ISSQN - Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza, em Santos e Guarujá.


No dia a dia a relação gera problemas como fila de caminhões, congestionamentos e acessos interrompidos por conta da operação portuária. Mas também envolve projetos para melhorar a rotina da população, como obras para o trânsito e verificando se as empresas cumprem as obrigações ambientais e sociais.


Com a previsão da desestatização da autoridade portuária, os acessos rodoviários, viadutos, ligação seca entre Santos e Guarujá estão no projeto com a intenção de melhorar ainda mais essa relação.


Sobre o Tecnologia Portuária

O Tecnologia Portuária (TP) é exibido todas às terças-feiras na Record TV Litoral e Vale depois do Conexão Porto, durante o jornal SP Record, a partir das 18h50. 

 

Assim como no blog, o formato audiovisual do TP tem a intenção de mostrar as principais novidades e curiosidades dos portos brasileiros.

 

Assista ao vídeo:



Todos os episódios estão disponíveis em nosso canal do YouTube. Se inscreva, curta e compartilhe o conteúdo pelo link: https://youtu.be/OPIyUNvoO4E.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Data de obrigatoriedade da API Módulo-Recintos fica indefinida

Receita Federal muda novamente data de obrigatoriedade da API Módulo-Recintos

Atualização do Navis N4: o que fazer?