Postagens

Conheça o 5G privado e de que forma a tecnologia vai funcionar nos portos

Imagem
  T2S fecha parceria com Nokia para oferecer serviços 5G aos terminais portuários do país Divulgação Não há dúvidas de que a chegada do 5G no Brasil tem gerado expectativas por conta da velocidade e das possibilidades que a tecnologia vai permitir em diferentes setores, como o portuário. Mas quando se trata de 5G nos portos é preciso entender que ele funciona de forma diferente do uso doméstico, ou seja, o presente em nossos aparelhos como celulares, tablets, entre outros.  De acordo com o engenheiro de computação, professor universitário e um dos diretores da T2S Tecnologia, Rodrigo Lopes Salgado, as possibilidades no porto são muito mais amplas por se tratar de uma solução privada. “No porto se implantam antenas proprietárias. O terminal compra as antenas, instala dentro da sua área de alcance e só funciona dentro daquela rede. É como se fosse uma nova operadora de celular, que é uma rede privada e precisa da licença da Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações para operar dentro

API Módulo-Recintos será obrigatória a partir de 1º de dezembro

Imagem
Após data de obrigatoriedade ser adiada várias vezes, recintos alfandegados tem até 30 de novembro para se adaptarem Divulgação Depois de vários adiamentos e mudanças no cronograma da Receita Federal do Brasil (RFB), a API Módulo-Recintos está sendo implantada e o prazo para que os recintos alfandegados se adequem está terminando, já que é preciso seguir as novas regras até quarta-feira, 30 de novembro. É importante que todos os interessados sigam as normas da Portaria RFB nº 143/2022 , pois o envio das informações será obrigatório a partir de quinta-feira, 1º de dezembro. Esse prazo determinado pela Receita Federal permite que os administradores de recintos alfandegados enviem as informações (de operações de entrada e saída de pessoas, veículos e cargas) ao órgão público. Tudo acontece de forma automática e em tempo real pelo Portal Único do Sistema Integrado de Comércio Exterior ( Portal Siscomex ). Segundo os comunicados n° 003/2022 e também o n° 007/2022 , no início de novembro h

Tecnologia Portuária lança podcast no YouTube; confira o canal

Imagem
 ' PortCast' convida especialistas e profissionais que atuam no setor portuário Arte: Harry Walendy  Com a intenção de destacar os profissionais e especialistas que atuam diariamente nos portos, na área de tecnologia, logística e comércio exterior é que o Tecnologia Portuária criou o PortCast . O podcast está disponível no canal do YouTube semanalmente e pode ser acessado de qualquer lugar, a qualquer hora, com informações importantes em um bate-papo descontraído, sem deixar de ter polêmica! É ideal para quem deseja conhecer o mundo portuário, busca emprego na área, pensa em mudar de profissão, ou estuda e ainda está com dúvida em qual profissão seguir, tendo a chance de conhecer os cursos que existem para atuar nesse ramo, que é desconhecido por muitas pessoas. Entre as pessoas que já passaram pelo estúdio estão Angelino Caputo , diretor executivo da ABTRA - Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados; João Gilberto , diretor do Grupo Incatep, Fabiana Morgante

Veja como a relação Porto-Cidade impacta a vida e a rotina da população

Imagem
  Porto de Santos está diretamente ligado aos municípios que o cercam; Saiba como funciona essa relação Divulgação Muitas vezes os portos são conhecidos por serem áreas isoladas, sem imaginar como estão ligados às regiões que estão sediados e de que forma impactam a vida e a rotina das pessoas que vivem no entorno. Mas é preciso que exista uma parceria saudável, de forma que nenhum atrapalhe o desenvolvimento do outro, o que é chamado de Relação Porto-Cidade. O tema foi abordado no Tecnologia Portuária (TP), exibido no último dia 19, na Record TV Litoral.  Como exemplo, o apresentador Rodrigo Lopes Salgado citou o Porto de Santos, onde se fala na Relação Porto-Cidade, mas nem sempre todos sabem o que é e como isso funciona na prática. Essa relação é importante por gerar empregos e fazer a economia das cidades portuárias prosperar. O porto santista representa boa parte da arrecadação dos impostos municipais. No ano passado, foi responsável por 65% da arrecadação do ISSQN - Imposto Sobre

Porto de Santos gera empregos e movimenta economia da região

Imagem
Atualmente o porto santista emprega quase 15 mil trabalhadores com carteira assinada, segundo a SPA   Divulgação O Porto de Santos é o maior complexo portuário da América Latina, sendo responsável por movimentar parte da economia do Brasil e também local, com a geração de empregos na região da Baixada Santista. Esse foi o tema de mais um Tecnologia Portuária (TP), exibido semanalmente na Record TV Litoral e apresentado pelo engenheiro de computação, Rodrigo Lopes Salgado. O episódio foi ao ar no dia 12 de julho e explicou que atualmente existem quase 15 mil trabalhadores com carteira assinada, segundo dados da Santos Port Authority (SPA), que administra o porto santista. O número representa apenas os empregos na SPA, terminais e operadores. Isso significa que a quantidade total pode ser ainda maior, já que não incluem empregos indiretos e terceirizados, assim como transportadores rodoviários e ferroviários, prestadores de serviço, tripulantes e profissionais ligados ao Órgão Gestor de

Conheça as vantagens e desvantagens da computação em nuvem nos portos

Imagem
Tecnologia Portuária explica o que é cloud computing e como o sistema de armazenamento de dados funciona Divulgação Cloud computing ou computação em nuvem é um sistema de armazenamento de dados que permite ser acessado de vários dispositivos, algo que tem se tornado realidade nos portos. Esse foi o tema da semana no Tecnologia Portuária (TP) , que foi ao ar na Record TV Litoral, na terça-feira (5). O episódio mostrou as vantagens e desvantagens em adotar esse modelo no setor portuário. Como exemplo, o apresentador Rodrigo Lopes Salgado listou como vantagens a segurança, infraestrutura centralizada e profissionais dedicados a cuidar destes serviços.  Como desvantagem existe a forte dependência da internet para acessar os arquivos e sistemas, o que não é bom para o porto. Isso porque no setor, sistemas críticos como os operados no cais e que controlam os contêineres, ou as cancelas e gates, validando as entradas e saídas de caminhões não podem depender muito da internet, já que a disponi

Saiba como os ‘Terminais Fantasmas’ operam e atuam de forma 100% automatizada

Imagem
  Terminais recebem esse nome por serem controlados apenas por sistemas Divulgação Existem terminais portuários fora do país que atuam hoje de forma totalmente automatizada, conhecidos também como ‘Terminais Fantasmas’. O Tecnologia Portuária (TP) , exibido na Record TV Litoral , na terça-feira (28), pôde mostrar como esses espaços funcionam. O episódio, apresentado pelo engenheiro de computação Rodrigo Lopes Salgado, informou que os terminais recebem esse nome por funcionarem sem ninguém, sendo controlados apenas por sistemas. No Porto de Rotterdam, na Holanda, por exemplo, existem máquinas que são operadas por pessoas, mas de forma remota para não atrapalhar as movimentações. Apesar disso, as operações ainda não têm a mesma velocidade das atividades controladas por pessoas. Toda essa tecnologia vista lá fora faz com que os portos brasileiros pareçam atrasados, algo que não é verdade, pois, hoje existem terminais atualizados e com sistemas avançados. Apesar da burocracia, são capazes