Como lidar com a alta demanda no mercado de TI?

Imagem
 Diretor da T2S comenta problemática da demanda por profissionais de TI A pandemia acelerou a transformação digital nas empresas. Com isso, a demanda por profissionais de Tecnologia da Informação (TI) aumentou, e as companhias passaram a lidar com a falta de mão de obra qualificada. De acordo com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (Brasscom) , em 2019, o número de alunos formados era de 46 mil, enquanto que a demanda estimada para o período de 2019 a 2024 chegaria a aproximadamente 70 mil. Com isso, o estudo estimava um déficit potencial anual de 24 mil profissionais de TI. No entanto, somente para este ano, a expectativa foi de 56 mil novas oportunidades de trabalho criadas, enquanto que em 2020, já considerando a pandemia, a expectativa era de 43 mil novas vagas sem preenchimento. “Esse efeito é como aquela máxima de o mercado se regular entre a oferta e a procura. A demanda de novas vagas, sempre foi maior que a oferta

Desempenho operacional da BTP aumenta produtividade do Porto de Santos


Contando com a consultoria da T2S Tecnologia, Soluções e Sistemas, a BTP foi apontada como um dos terminais responsáveis pelo aumento do desempenho do Porto de Santos em 2014.

Com o HOST de operações, desenvolvido pela T2S e integrado ao TOPS-Advance (Terminal Operation System) da RBS, a Brasil Terminal Portuário reformulou a sua arquitetura de sistemas atingindo modernização, otimização e agilidade na manipulação de informações e comunicação com sistemas alfandegados, internos e operacionais, tendo influência direta no desempenho das operações portuárias.

“A T2S é uma empresa focada na qualidade de seu serviço e trabalha com foco na satisfação do cliente. Superação e determinação foram as principais características do trabalho entre as equipes neste projeto” diz Fabiana Morgante de Alencar, Gerente de TI – Brasil Terminal Portuário.

Na opinião dos operadores de terminais que escolheram o pacote TOPS, desenvolvido pela RBS e representado no Brasil pela T2S, é o pacote mais avançado disponível para a indústria de movimentação de contêineres, trazendo como benefícios a flexibilidade, o aumento do rendimento e produtividade, redução de esforço manual e real time.

A decisão de reformulação sistêmica da BTP, em conjunto com o início das atividades de outros terminais, alavancaram o aumento de produtividade do Porto de Santos. A instalação desses novos terminais elevou o desempenho de Santos, agilizando o atendimento e promovendo a ampliação da média para 104 movimentos por hora, uma marca que não só se situa acima da média global como ultrapassa a média de Roterdã, que registrou 87 movimentos por hora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Atualização do Navis N4: o que fazer?