Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Como lidar com a alta demanda no mercado de TI?

Imagem
 Diretor da T2S comenta problemática da demanda por profissionais de TI A pandemia acelerou a transformação digital nas empresas. Com isso, a demanda por profissionais de Tecnologia da Informação (TI) aumentou, e as companhias passaram a lidar com a falta de mão de obra qualificada. De acordo com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (Brasscom) , em 2019, o número de alunos formados era de 46 mil, enquanto que a demanda estimada para o período de 2019 a 2024 chegaria a aproximadamente 70 mil. Com isso, o estudo estimava um déficit potencial anual de 24 mil profissionais de TI. No entanto, somente para este ano, a expectativa foi de 56 mil novas oportunidades de trabalho criadas, enquanto que em 2020, já considerando a pandemia, a expectativa era de 43 mil novas vagas sem preenchimento. “Esse efeito é como aquela máxima de o mercado se regular entre a oferta e a procura. A demanda de novas vagas, sempre foi maior que a oferta

T2S marca presença no TOC Américas 2015

Os sócios-diretores da T2S , Ricardo Pupo Larguesa e Rodrigo Lopes Salgado, estiveram no TOC Américas, sediado em outubro deste ano, na capital Panamenha. Segundo os gestores, o evento que reuniu os players globais da cadeia de suprimento de contêineres foi uma grande oportunidade para conhecer de perto as novas tendências do segmento e estreitar a parceria com empresas como Camco Technologies, APM Terminals e Moffatt & Nichol. Para Larguesa, os destaques desta edição foram as palestras. “O formato dos talks permitiu uma discussão muito profunda sobre tecnologias, processos e produtividade nos portos. Foi possível observar que, individualmente, tecnologia, pessoas ou processos não garantem produtividade. É preciso investir na harmonia desses três pilares para alcançar os resultados desejados“. Na opinião de Salgado, o que mais chamou atenção na feira foi o comprometimento dos participantes com os negócios. “O TOC é um evento particular. Estive em Roterdã em junho deste an