Como lidar com a alta demanda no mercado de TI?

Imagem
 Diretor da T2S comenta problemática da demanda por profissionais de TI A pandemia acelerou a transformação digital nas empresas. Com isso, a demanda por profissionais de Tecnologia da Informação (TI) aumentou, e as companhias passaram a lidar com a falta de mão de obra qualificada. De acordo com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (Brasscom) , em 2019, o número de alunos formados era de 46 mil, enquanto que a demanda estimada para o período de 2019 a 2024 chegaria a aproximadamente 70 mil. Com isso, o estudo estimava um déficit potencial anual de 24 mil profissionais de TI. No entanto, somente para este ano, a expectativa foi de 56 mil novas oportunidades de trabalho criadas, enquanto que em 2020, já considerando a pandemia, a expectativa era de 43 mil novas vagas sem preenchimento. “Esse efeito é como aquela máxima de o mercado se regular entre a oferta e a procura. A demanda de novas vagas, sempre foi maior que a oferta

T2S marca presença no TOC Américas 2015



Os sócios-diretores da T2S, Ricardo Pupo Larguesa e Rodrigo Lopes Salgado, estiveram no TOC Américas, sediado em outubro deste ano, na capital Panamenha.

Segundo os gestores, o evento que reuniu os players globais da cadeia de suprimento de contêineres foi uma grande oportunidade para conhecer de perto as novas tendências do segmento e estreitar a parceria com empresas como Camco Technologies, APM Terminals e Moffatt & Nichol.

Para Larguesa, os destaques desta edição foram as palestras. “O formato dos talks permitiu uma discussão muito profunda sobre tecnologias, processos e produtividade nos portos. Foi possível observar que, individualmente, tecnologia, pessoas ou processos não garantem produtividade. É preciso investir na harmonia desses três pilares para alcançar os resultados desejados“.

Na opinião de Salgado, o que mais chamou atenção na feira foi o comprometimento dos participantes com os negócios. “O TOC é um evento particular. Estive em Roterdã em junho deste ano, na edição europeia, e o formato foi exatamente o mesmo que percebi no Panamá: aproximar de verdade os players deste mercado para discutir problemas que normalmente são tratados internamente sem muita exposição. Diferentemente de outros eventos do setor em que há muito ‘show’, no TOC os expositores e delegados estão focados em trocar experiências e resolver problemas.”

CANAL DO PANAMÁ – Durante os três dias de feira, Larguesa e Salgado também aproveitaram para visitar o Canal do Panamá, estrutura onde passam 5% do comércio mundial. Segundo os empresários, estar no Panamá durante as obras de expansão do Canal foi uma oportunidade única.

TOC AMÉRICAS – É um dos quatro fóruns de negócios que compõe o TOC Events. A estreia em solo americano ocorreu há 14 anos, em Miami, nos Estados Unidos. Conforme os organizadores, a última edição do evento contou com 56 stands, seis palestras e mais de 1.000 participantes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Atualização do Navis N4: o que fazer?