Como automatizar a DU-E

Imagem
Automatização garante agilidade e evita inconsistências   A DU-E (Declaração Única de Exportação) foi criada para trazer melhorias à atual legislação brasileira ao desburocratizar o processo logístico das exportações. Atender a essa exigência demanda muito tempo e atenção dos terminais, que buscam automatizar o processo. Essa automatização é possível uma vez que o governo já disponibiliza toda a documentação e estrutura necessárias para que as empresas desenvolvam a integração com o Siscomex . As empresas que buscam por essa automatização, podem contar com o serviço da T2S . Com ele é possível automatizar as seguintes parte dos processos:  Recepção por Contêiner Recepção por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Consulta de Contêineres Consulta DU-E, RUC e RUC Master Por que automatizar a DU-E A DU-E exige o preenchimento de 36 campos e algumas informações da Nota Fiscal de Exportação (NF-E). Em geral, exportações com poucos itens podem ser feitas com facilidade, porém, em processos com mais

Multimodalidade e desafios na pandemia foram temas de debate em Digital Series AGRO

Evento online é parte da programação da Intermodal e contou com série de debates sobre o tema 



“Como superar a falta de integração entre os modais e promover uma logística eficiente?” Com esta questão em pauta, se desenrolou o Painel Multimodalidade do Digital Series Agro, nesta terça-feira (29).

O encontro virtual contou com a participação de Edenilson Carlos de Oliveira, diretor de operações da Coamo Agroindustrial Corporativa; Fábio Siccherino, diretor-presidente da DP World Santos e Vanderlei Marques, head de desenvolvimento da VLI Logística 

O debate foi mediado por Ricardo Pupo Larguesa, sócio-diretor da T2S, que também é professor da Fatec e coordenador de projetos do Centro Paula Souza.

Um dos assuntos levantados por Larguesa foi sobre o impacto e os desafios causados pela Pandemia do Covid-19.

De acordo com o diretor da T2S o isolamento causou um aumento no consumo, principalmente no e-commerce (comércio online) e, consequentemente aumento das operações logísticas.

Fábio Siccherino, da DP World abordou sobre as mudanças necessárias nas operações para manter a integridade dos colaboradores do Terminal, entre elas o desafio de se trabalhar em home office, segurança da informação e manter a operação, mesmo diante de grandes volumes de movimentação.

Já Edenilson Oliveira, diretor de operações da Coamo, abordou sobre os desafios que observou na gestão de alguns municípios durante a pandemia, que, por falta de conhecimento, tomaram medidas precipitadas.

Segundo ele, foram criadas muitas regras, sem o conhecimento da cadeia logística e sem mensurar os impactos que tais medidas poderiam acarretar.

Nesse contexto, o head de desenvolvimento da VLI Logística, Vanderlei Marques abordou a questão da dificuldade da chegada das cargas de soja nos terminais da VLI no início da pandemia.

O fechamento de estabelecimentos, como restaurantes no início da pandemia, inviabilizou as longas viagens dos caminhoneiros, já que não havia locais onde poderiam se alimentar. Com isso, a carga demorava a chegar e a VLI não conseguia prosseguir com o transporte.

Além disso, no encontro online também foram discutidas as perspectivas para o pós-pandemia e questões como investimentos no setor e a burocracia brasileira que sempre interfere nos processos logísticos.


Sobre o evento

O Digital Series é um conjunto de eventos sazonais da Intermodal que tem o objetivo de promover discussões de mercados específicos a partir da opinião e experiência de executivos e especialistas, que falam sobre inovação, automação de processos logísticos, tecnologia e tendências que norteiam estes mercados.

O Digital Series AGRO é coproduzido com a Agrishow e tem o objetivo de debater questões sobre a logística no agronegócio, multimodalidade, tecnologia e inovação. 

O evento teve início às 10h e contou com 4 painéis que abordaram os rumos da logística para o agronegócio, tecnologias aplicadas à distribuição urbana integrada, o futuro do agronegócio no Brasil, integração entre os modais para uma logística eficiente.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Port Community Systems será implementado no Brasil

Fique atento às mudanças do ADE 02

Indústria 4.0: entenda o conceito e as oportunidades que ela promove